Muda

Tempo de leitura: 1 minuto

Para uma muda pegar no chão, você precisa plantar em terra boa e deixar tomar um pouco de sol.
Você precisa regar todos os dias, se quiser que ela mude. Deixe de ser muda e vire uma planta cheia de flores ou de frutos. Ela precisa passar por isso. Tenta se convencer de que dá pra ser feliz assim sabendo que não tem mais jeito. Tem que mudar.
E é claro que cada muda tem sua peculiaridade – o jeito certo de regar e a quantidade de água ideal.
Mas, uma coisa é certa: nesse momento, mudar é preciso.
Uma muda de coqueiro anão, por exemplo, demora cinco anos pra dar o seu primeiro côco – segundo o moço do mercado das flores – e você tem que adubar e colocar areia, se quiser tomar ou comer um côco docinho. Somos cheios de ciclos e precisamos respeitá-los. Para embarcar em um novo mais maduro, experiente e saudável.
Se sente muda, mas com vontade de falar ou de mudar algumas coisas.
A vida é muito curta para viver sem mudar. É muito curta para acomodar. E para não amar.
E se ela é um laboratório, que façamos o máximo de experimentos possíveis. Não é legal sofrer pelo beijo não dado, pelo frio na barriga reprimido ou pela semente guardada. Deixa mudar. Deixa plantar. Deixa nascer. A mudança é linda e necessária. Por mais que te faça sentir algum tipo de dor. A dor da muda. De mudar o que era costume. Do medo de deixar florescer.
Muda que quando a gente muda, pelo menos três pessoas mudam com a gente. Podemos inspirar.
Um dia você vai entender, agradecer e ter que mudar, de novo. Seja plantada na mesma terra ou encontrando outra.
Só não vale ficar muda, por todo o ciclo.
Vai lá e muda =)


Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/calcasquadradas/www/wp-includes/class-wp-comment-query.php on line 405

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *